terça-feira, 7 de julho de 2009

Lembro de você...

Reviver no presente é dar vida a momentos
que mesmo com o passar do tempo
mina na fenda de uma rocha que inunda
e escorre na minha memória.
Nas pequenas coisas você renasce e toma formas,
materializa e como folha seca ao vento no inverso
voa, desaparece e se esconde no infinito.
São pontos que mesmo pequeninos
do tamanho de um grão quase desaparecendo
sinalizam que você estar ou passou por ali.
E nas músicas... Lá está você...
Entranhando pelos meus ouvidos
Fazendo-me fixar num transparente horizonte sem linha
e sem rumo, sentindo o seu dançar no meu corpo
Enchendo-me de harmonia e de prazer.
E nas letras dessas músicas uma admiração e uma interrogação
me leva a sonhar e embala-me numa solidão
e através delas como carteiros você manda recados pra mim
que falam de sentimentos.
E até mesmo num sussurrar de um vazio que a sua imagem aparece
embala o meu inconsciente fica bem pertinho de mim
e em segundos evapora e se perde nas minhas ilusões.
Quantas vezes o vento que adentrava pela fresta do telhado
E sem pedir licença trouxe notícias sua
dizendo que eu me cobrisse que eu precisa me agasalhar.
E com um cobertor mesmo com desenhos alegres
eu conseguia amassar as suas estampas e me sentia solitário.
E no perfume seu que ainda está preso em mim me enfeitiça e sem esperar
como o senhor do meu olfato tempera, mergulha e passeia na minha alma
é como se fosse a seiva beijada pelo beija flor que num toque
perfuma a minha auréola dando vida as minhas fantasias.
Até as cores que desenham na minha imaginação você esta lá como um artista famoso criando traços, pontos me lambuzando com cores variadas me tornando simplesmente um quadro.
E nas minhas dormidas, anestesiado pelo cansaço, me entregava na escuridão da noite e cego no meu sono profundo você me visitava, sorriamos, brigávamos, sentíamos e ate saboreava a saliva doce. E, sem propósito, um beliscão sem dedos abria os meus olhos e meio sem querer acordar contemplava o espaço e te procurava no ar.
Celso Lacerda
Barreiras, 24 de junho de 2009

12 comentários:

Claudia disse...

Amigo, nao nos conhecemos frente a frente, mas queria um dia conhecê-lo. Me apaixonei pelo seu trabalho, digo pelo que você escreve numa simplicidade e com um valor imensurável que toca realmente na gente.Mostre os seus trabalhos para esses escritores renomados e tenha certeza que você será classificado como um poeta diferente com uma linguagem coloquial de acesso a todos. Seu jeito de escrever me fascina. Continue mostrando a realidade da vida que passa por nós e nós nem percebemos e você nos faz lembrar.

Beijos
Prof. Claudia - Santa Catarina

Adilson disse...

Parabéns amigo,

seus textos sao de uma profundidade e de momentos e vida no cotidiano que viajei e me encontrei em muitos deles.

Adilson Freire
Aracaju- Sergipe

Maíra Aguiar disse...

Prof. Celsão...
Vc é Poeta hein!!
Botei fé!!!
Tem que ir no Festival de Poesia lá em Ibotirama...
Beijos da sua aluna, Maíra.

Cɑʀʘɭɨɳɛ ʙя disse...

Professor... você realmente é um poeta de mão cheia... parabéns!!!

Leila disse...

Gostei...bastante! Que lindo!
Parabens!
Beijos mil!!!

Leila - Salvador- Ba

gina disse...

oi,
vc é um genio amado! Gosto muito do que vc esceve. Vc deve ser uma pessoa maravilhosa. Continue assim... que vc terás muita gente ao seu lado

Gina - Pernambuco

Hélida disse...

Amei o texto, baiano querido! E é com muuuuuito carinho que "lembro de você"! Sabe de uma coisa? Você tem alma de artista... Beijo grande... Saudade...

Dri Viaro disse...

oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar bom dia
bjsss

aguardo sua visita :)

Maíra de Aguiar disse...

Professor Celso,
Preciso falar contigo.
Vai rolar o evento de contabilidade na UNEB. O professor Inaldo da Paixão disse que está aguardando o convite. Dê sinal de fumaça. Meu e-mail é:mai_ibot@hotmail.com. Estou disposta a ajudá-lo.
Beijos!!!

Anônimo disse...

Olá... és realmente um poeta!!! Eu te desejo tudo de bom!!! muita paz pra ti e sua família...

Moço, escreva mais...

parabéns

amigo

amanda disse...

E aê grande escritor. Lí seus poemas, sao muitos bons. Engraçado meu amigo é que me encontro e tem sempre um pedacinho de mim.
Sucesso e continue ecrevendo. Gosto de lê belos textos e o seu é demais!
Beijos
Amanda - Recife

carlos lindenberg disse...

e ai meu camarada! Tudo na paz? Gostei do blog. Digno de um MESTRE. Se DEUS me permitir, também concluirei meu mestrado. Fique com DEUS e sucesso sempre.